Mensagens sentidas

Tudo aquilo que fazemos com gosto e com amor, carinho e dedicação, fica sempre bem feito.

O bem mais precioso que podemos ter na vida, além da saúde, é o amor e a amizade. São coisas que dinheiro algum pode comprar.

A vida só vale a pena ser vivida junto de quem amamos e só faz sentido se pudermos aprender, crescer e evoluir sempre.

(Marta Alves)

terça-feira, 20 de novembro de 2012

Sopa de Abóbora

Olá amiga(o)s,

Gosto muito de comer os vegetais e as frutas da época, sempre me habituei a isso desde pequena, porque felizmente os meus paizinhos têm uma horta, da qual o meu papá cuida e sempre cuidou zelosamente, onde se ‘produzem’ hortaliças biológicas e onde existem algumas árvores de fruto.

Talvez por isso nunca gostei de ver nem de comprar os legumes e vegetais em hipermercados, todos embaladinhos ou todos salpicados de água (ou sei lá o quê) só para parecerem frescos (quando de fresco não têm nada); e sempre as mesmas frutas todo o ano (vindas de países diferentes ou de estufas) com o seu aspecto padronizado, todas alinhadas e do mesmo tamanho (calibre), com uma vista muito bonita, mas sem sabor nenhum (isto porque foi apanhada ainda verde e conservada em câmaras frigorificas e depois amadureceu “à força”, fora do seu ambiente natural).

E sempre me pareceu pouco natural consumir frutas fora da sua época ‘normal’ (e estou a referir-me à ´normalidade’ de Portugal e da zona do Alentejo, mais concretamente, que é a que conheço).
Por exemplo: comer melancia ou morangos no Inverno, para mim é uma coisa que não combina, não faz sentido, não me sabe bem…

Bom, mas desculpem-me o longo desabafo. Isto tudo só para dizer que nesta altura do ano temos imensas abóboras (além de outras coisinhas boas) e temos de aproveitá-las de alguma forma.

Como gosto muito de sopa, ontem apeteceu-me fazer uma sopinha de abóbora.

Uma sopinha quentinha em dias frios sabe sempre muito bem e não engorda :)

Para quem quiser experimentar, aqui vai a receita:

- 1 pedaço grande de abóbora
- 1 cebola
- 2 dentes de alho
- 1 alho francês (só a parte branca)
- 1 chuchu
- 1 alface (só a parte do centro, a mais clara)
- 3 colheres de sopa de azeite
- sal e água qb

Lavar muito bem os vegetais, cortar em pedaços pequenos e colocar num tacho (ou panela), regar com o azeite e acrescentar o sal e a água (esta de forma a tapar os vegetais).
Deixar ferver em lume médio até os vegetais estarem bem cozidos (ir juntando água quente, se necessário, para não secar).
Triturar tudo com a varinha mágica, rectificar a água e o sal ao seu gosto, deixar ferver mais um pouco e está pronta a servir.

Bom apetite!

p.s.: Alguém tem sugestões de outras comidinhas simples e boas para fazer com abóbora? Se tiverem, deixem aqui por favor e agradeço desde já.



8 comentários:

  1. Respostas
    1. Pois, é uma boa ideia, mas eu não gosto muito de doce de abóbora...
      Beijinhos

      Eliminar
  2. Oi Marta!
    Tem muita coisa boa aqui, rsrs, adorei!!
    Vou lhe acompanhar!!
    Beijo!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Márcia,
      seja muito bem-vinda a este cantinho, volte sempre que quiser.
      Beijos

      Eliminar
  3. Olá, Marta,

    Estou vindo do blog da sua madrinha...

    Adorei suas artes e receitinhas, vou sempre passar aqui...

    beijinhos,

    Lígia e turminha:))

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Lígia,
      obrigada pela visita. Pode voltar sempre que quiser, será muito bem-vinda a este cantinho.
      Beijos

      Eliminar
  4. Olá Marta: bela sopinha que apetece agora tanto,não é?
    Amiga,postei há pouco um bolo de abóbora com pepitas de chocolate,mas não sei se te referias a salgados ou a doces.
    Bj
    Márcia

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Márcia,
      obrigado pela visita e pela ideia. Vou já ver a receita.
      Eu pedi sugestões de receitas onde usar abóbora,realmente não especifiquei, mas podem ser tanto doces como salgadas, todas as sugestões serão bem-vindas.
      Beijos

      Eliminar

Muito obrigado pela sua visita a este cantinho!
Sinta-se à vontade para deixar o seu comentário, por mais breve que seja, pois será sempre um incentivo para continuar este trabalho.
Espero que goste e que volte :)
Beijinhos,
Marta